Unidades

Casa de Saúde de Santa Filomena

 Coimbra

 +351 239 851 650

Laboratório D. Diniz

 Coimbra

 +351 239 835 936

Centro de Diagnóstico e Tratamento Integrado

 Coimbra

  +351 239 701 627

Diaton

 Coimbra

 +351 239 851 650

Clínica Radiológica Peito Cruz

 Coimbra

 +351 239 828 626

Centro de Radiologia da Figueira da Foz

 Figueira da Foz

 +351 233 422 593

Imalis

 Leiria

 +351 244 831 921

Centro Hospitalar de S. Francisco

 Leiria

 +351 244 819 300

Clínica da Lousã

 Lousã

 +351 239 073 910/1

Imagran

 Marinha Grande

 +351 244 569 084

Nefrovales

 São Martinho

 +351 239 813 318

Urticária de frio

02 Out Urticária de frio

Definição


A urticária de frio é uma alergia a temperaturas frias. Com urticária de frio, a exposição a temperaturas frias provoca vermelhidão, comichão, inchaço e urticária na pele que tiver estado em contacto com o frio. Sempre que possível, as pessoas com urticária de frio devem evitar a exposição ao ar frio e água fria. Por exemplo, nadar em água fria é a causa mais comum de uma reação grave, em todo o corpo – que pode levar a desmaio, choque e até morte.

Se achar que tem urticária de frio, também chamada de alergia ao frio ou prurido a frio, consulte o seu médico. O tratamento para urticária de frio pode incluir anti-histamínicos, tomados antes da exposição ao frio.


Sintomas

Os sintomas de urticária de frio começam logo após a pele ser exposta a uma queda repentina na temperatura do ar ou a água fria. Apesar de os sintomas puderem começar durante a exposição ao frio, os sintomas de urticária de frio são frequentemente piores durante o reaquecer da pele exposta. A maioria das reacções de urticária de frio ocorrem quando a pele é exposta a temperaturas inferiores a 4,4ºC (40ºF), mas algumas pessoas podem ter reações a temperaturas mais quentes. As condições de humidade e o vento podem ser mais propícias a urticária de frio.

Os sinais e sintomas de urticária de frio podem incluir:

  • Vermelhidão, prurido com comichão (pápulas) na área da pele que foi exposta ao frio. As pápulas geralmente duram cerca de meia hora.
  • Inchaço das mãos quando segura objectos frios.
  • Inchaço dos lábios quando ingere alimentos frios.
  • Em casos raros, o inchaço grave da língua e garganta pode bloquear a respiração (edema da faringe).

Reacções graves
Para pessoas com urticária de frio, a exposição ao frio pode ser perigosa. Em algumas pessoas, as reacções afectam todo o corpo. Esta é conhecida como uma reacção sistémica. Os sinais e sintomas de uma reacção grave incluem:

  • Desmaio
  • Calafrios
  • Aumento dos batimentos cardíacos
  • Inchaço dos membros ou tronco

As piores reacções geralmente ocorrem com a exposição total da pele, como nadar em água fria. Uma massiva libertação de histamina e outros químicos do sistema imunológico provocam uma queda repentina da tensão arterial, que pode provocar desmaio, choque e, em casos raros, a morte. No caso de nadar em água fria, o afogamento pode ser uma consequência da perda de consciência.

A gravidade dos sintomas de urticária de frio variam imenso. Algumas pessoas têm reacções mínimas ao frio, enquanto outras têm reacções graves. É também impossível dizer que irá melhorar com o passar do tempo. Em alguns casos, a urticária de frio desaparece por si mesma após vários meses. Noutro casos, pode durar vários anos.

Quando consultar um médico
Se tiver reacções na pele após a exposição ao frio, consulte um médico. Mesmo se as reacções forem ligeiras, o seu médico pode querer excluir quaisquer condições subjacentes que podem estar a provocar o problema.

Procure cuidado de emergência se tiver uma reacção grave após uma exposição repentina ao frio. Obtenha ajuda imediatamente no caso de:

  • Se sentir confuso
  • Ter dificuldade a respirar
  • Sentir que a sua garganta está a inchar


Causas


A causa da urticária de frio não é clara. Determinadas pessoas parecem ter células da pele extremamente sensíveis, quer devido a uma característica herdada ou causada por um vírus ou outras doenças. A exposição ao frio activa a libertação de histaminas e de outros químicos do sistema imunológico na pele. Esses químicos provocam vermelhidão, comichão e outros sintomas.


Diagnóstico


A urticária de frio pode ser diagnosticada ao colocar um cubo de gelo na pele exposta durante alguns minutos. Se tiver urticária de frio, irá formar-se um alto vermelho (urticária) depois de remover o cubo de gelo.

A maioria dos casos de urticária ocorrem em crianças e jovens adultos e não apresentam qualquer causa subjacente aparente. Este tipo de urticária normalmente melhora por si mesma após algumas semanas ou meses, mas por vezes pode durar anos.

Em alguns casos, a urticária de frio é provocada por uma condição subjacente que afecta o sistema imunológico. Algumas condições que podem provocar urticária de frio incluem hepatite, artrite reumatóide, determinados cancros ou uma infecção, como mononucleose. Se o seu médico suspeitar que você tem uma condição subjacente, pode ter de fazer análises ao sangue ou outros testes.


Tratamento


Não existe cura para a urticária de frio, mas o tratamento pode ajudar. O tratamento inclui evitar temperaturas frias e a exposição a alterações repentinas na temperatura. Os medicamentos podem ajudar a evitar e a reduzir os sintomas.

Os medicamentos utilizados para tratar a urticária de frio incluem:

  • Anti-histamínicos. Esses medicamentos bloqueiam o sintoma que produz a libertação de histamina. Alguns desses medicamentos estão disponíveis em venda livre, ao passo que outros precisam de uma receita médica. Exemplos incluem loratadina (Claritina), fexofenadina (Allega), cetirizina (Zyrtec), levocetirizina (Xyzal) e desloratadina (Clarinex).
  • Cipro-heptadina. Este medicamento é um anti-histamínico que também afecta os impulsos nevrálgicos que originam os sintomas.
  • Doxepina (Silenor). Normalmente utilizado para tratar a ansiedade e depressão, este medicamento também pode reduzir os sintomas de urticária de frio.

Esses medicamentos não curam a urticária de frio – apenas aliviam os sintomas. Se tiver urticária de frio devido a um problema de saúde subjacente, pode precisar de medicamentos ou de outro tratamento também para essa condição.



Envie-nos o seu contacto, para podermos ajudar

Indique-nos  todas as informações possíveis para prestarmos o melhor atendimento, o mais personalizável possível.






×