Unidades

Casa de Saúde de Santa Filomena

 Coimbra

 +351 239 851 650

Laboratório D. Diniz

 Coimbra

 +351 239 835 936

Centro de Diagnóstico e Tratamento Integrado

 Coimbra

  +351 239 701 627

Diaton

 Coimbra

 +351 239 851 650

Clínica Radiológica Peito Cruz

 Coimbra

 +351 239 828 626

Centro de Radiologia da Figueira da Foz

 Figueira da Foz

 +351 233 422 593

Imalis

 Leiria

 +351 244 831 921

Centro Hospitalar de S. Francisco

 Leiria

 +351 244 819 300

Clínica da Lousã

 Lousã

 +351 239 073 910/1

Imagran

 Marinha Grande

 +351 244 569 084

Nefrovales

 São Martinho

 +351 239 813 318

Ombro separado

01 Out Ombro separado

Definição


Um ombro separado é a lesão de uma das articulações mais móveis do corpo. Esta articulação forma-se onde a parte superior da omoplata se une à base da clavícula. Um ombro separado é a distensão ou rotura de um ou mais ligamentos que suportam esta articulação.

Um ombro separado normalmente não precisa de cirurgia. Os tratamentos convencionais, como repouso, gelo e analgésicos são, geralmente, suficientes para aliviar a dor de um ombro deslocado. A maioria das pessoas recupera a mobilidade total do ombro poucas semanas após a lesão.


Sintomas

Sintomas de ombro deslocado:

  • Dor no ombro, especialmente ao cruzar o braço sobre o corpo;
  • Fraqueza do ombro ou braço;
  • Hematomas ou inchaço do ombro;
  • Movimento limitado do ombro;
  • Um alto no ombro.

Quando consultar um médico
Consulte o médico caso sinta sensibilidade ou dor na base da clavícula, especialmente se o levantar do braço afectado pelo braço saudável diminuir a dor.



Causas


A causa mais comum para ombro separado é um golpe no ombro ou uma queda sobre o mesmo. A lesão poderá distender ou provocar a rotura dos ligamentos que estabilizam a articulação crómio-clavicular. Isto provoca a separação dos ossos no ombro, originando um alto.


Diagnóstico


  • Um ombro separado é frequentemente detectado durante um exame físico. O seu médico poderá recorrer a um raio-X ou a outros exames imagiológicos para confirmar o diagnóstico e avaliar a gravidade da lesão.

    Um ombro separado é classificado de acordo com a distância a que a clavícula está separada do ombro:

    • Tipo I. Poderá sentir desconforto, mas não há separação real;
    • Tipo II. Há uma ligeira separação;
    • Tipo III. Há uma rotura completa dos ligamentos crómio-claviculares e coracoclaviculares;
    • Tipos IV, V e VI. São as roturas mais graves. Envolvem a deslocação ou fractura da clavícula e, frequentemente, exigem cirurgia.

Tratamento


Um ombro separado costuma receber um tratamento convencional. O seu médico poderá recomendar:

  • Repouso. Evitar actividades que agravem a dor no ombro, especialmente cruzar o braço à frente do corpo. Aconselha-se imobilizar temporariamente o braço ao peito para aliviar a pressão do ombro e acelerar a recuperação;
  • Gelo. O gelo reduz a dor e inchaço do ombro. Use um saco frio, saco de vegetais congelados ou toalha com cubos de gelo durante 15 a 20 minutos de cada vez. Aplicar a cada duas horas nos primeiros dois dias enquanto estiver acordado e, mais tarde, tão frequentemente como necessário;
  • Fármacos. Analgésicos não sujeitos a prescrição também poderão ajudar a aliviar a dor;
  • Exercícios para o ombro. A fisioterapia poderá ajudar a recuperar a força e mobilidade do ombro.

A maioria das pessoas recupera totalmente após um tratamento convencional, embora quanto mais grave a separação do ombro mais tempo levará para recuperar uma mobilidade confortável desta articulação. Uma pequena separação poderá sarar em poucas semanas, já uma separação mais grave poderá demorar entre semanas a meses até sarar. Poderá apresentar sempre um alto considerável no ombro lesionado, mas não afectará a mobilidade do mesmo.

No caso de a dor persistir ou de a separação ter sido grave, deverá considerar a hipótese de cirurgia. A cirurgia poderá reunir os ligamentos e reposicionar ou estabilizar os ossos danificados.



Envie-nos o seu contacto, para podermos ajudar

Indique-nos  todas as informações possíveis para prestarmos o melhor atendimento, o mais personalizável possível.






×
Comunicado

 

No âmbito do Plano de Prevenção e Controlo de Infeção por COVID-19, o Grupo Sanfil Medicina encontra-se a ajustar as atividades de saúde nas suas unidades.

 

Este plano tem como objetivos diminuir o risco de exposição de utentes e profissionais e define um conjunto de orientações de modo a que tal possa acontecer.

 

A COVID-19 é uma doença em fase de pandemia que urge combater com todos os recursos disponíveis, pelo que contamos com a colaboração de todos os utentes e profissionais.

 

Ler Comunicado
×