Unidades

Casa de Saúde de Santa Filomena

 Coimbra

 +351 239 851 650

Laboratório D. Diniz

 Coimbra

 +351 239 835 936

Centro de Diagnóstico e Tratamento Integrado

 Coimbra

  +351 239 701 627

Diaton

 Coimbra

 +351 239 851 650

Clínica Radiológica Peito Cruz

 Coimbra

 +351 239 828 626

Centro de Radiologia da Figueira da Foz

 Figueira da Foz

 +351 233 422 593

Imalis

 Leiria

 +351 244 831 921

Centro Hospitalar de S. Francisco

 Leiria

 +351 244 819 300

Clínica da Lousã

 Lousã

 +351 239 073 910/1

Imagran

 Marinha Grande

 +351 244 569 084

Nefrovales

 São Martinho

 +351 239 813 318

Obstrução intestinal

02 Out Obstrução intestinal

Definição


A obstrução intestinal consiste num bloqueio que impede que a comida e os líquidos passem através do intestino delgado ou do intestino grosso (cólon). Pode ser provocada por tecidos fibrosos no abdómen (aderências) que se formam após cirurgia, bolsas inflamadas ou infetadas no intestino (diverticulite), hérnias e tumores.

Sem tratamento, as partes bloqueadas do intestino podem morrer, resultando em problemas graves. Contudo, com tratamento médico imediato, a obstrução intestinal pode ser tratada com sucesso.


Sintomas

Os sinais e sintomas de obstrução intestinal incluem:

  • Dor abdominal com cólicas que surgem em intervalos
  • Náuseas
  •  Vómitos
  • Diarreia
  • Prisão de ventre
  • Incapacidade de defecação ou flatulência
  • Inchaço do abdómen (distensão)

Quando consultar um médico 
Devido às complicações graves que se podem desenvolver a partir da obstrução intestinal, consulte um médico se sofrer de dores abdominais graves ou outros sintomas de obstrução intestinal.



Causas


Obstrução mecânica do intestino delgado 
As causas comuns da obstrução mecânica, em que algo bloqueia fisicamente o intestino delgado, incluem:

  • Aderências intestinais – tecidos fibrosos na cavidade abdominal que se podem formar após cirurgia abdominal ou pélvica.
  • Hérnias – porções de intestino que sobressaem para outra parte do nosso corpo
  • Tumores no intestino delgado
  • Doenças inflamatórias intestinais, como a doença de Crohn
  • Torção do intestino (vólvulo)
  • Telescópio intestinal (intussuscepção)

Obstrução mecânica do cólon
A obstrução mecânica é bastante menos comum no cólon. As potenciais causas incluem:

  • Cancro do cólon
  • Diverticulite — uma condição em que bolsas pequenas e salientes (divertículos) no trato digestivo se inflamam ou infetam.
  • Torção do cólon (vólvulo)
  • Impactação fecal
  • Estreitamento do cólon provocado por inflamação e cicatrização (estenose).

Íleo paralítico 
O íleo paralítico pode provocar sinais e sintomas de obstrução intestinal, mas não envolve bloqueio físico. Neste caso, os problemas nos músculos ou nervos perturbam as contrações dos músculos dos intestinos normalmente coordenadas, abrandando ou parando o movimento dos alimentos e de líquidos através do sistema digestivo.

O íleo paralítico pode afetar qualquer parte do intestino. As causas podem incluir:

  • Cirurgia abdominal
  • Cirurgia pélvica
  • Infeção
  • Determinados medicamentos, incluindo antidepressivos e analgésicos que afetam músculos e nervos.
  • Distúrbios nos músculos e nos nervos, como a doença de Parkinson

Diagnóstico


Os testes e procedimentos utilizados para diagnosticar obstrução intestinal incluem:

  • Exame físico O seu médico questioná-lo-á acerca do seu historial médico e dos seus sintomas. Realizará igualmente um exame físico para avaliar a sua situação. O médico pode suspeitar de obstrução intestinal se o seu abdómen estiver inchado ou rígido ou se possuir um nódulo. Poderá ainda procurar sons intestinais com um estetoscópio.
  • Exames imagiológicos Para confirmar um diagnóstico de obstrução intestinal, o seu médico pode recomendar um raio-X ou tomografia abdominal. Estes testes podem ajudar o seu médico a determinar se se trata de íleo paralítico ou de obstrução mecânica e se a obstrução é parcial ou completa.

Tratamento


O tratamento da obstrução intestinal depende da causa do seu estado, mas, geralmente, requer internamento.

Internamento para estabilização
Quando chega ao hospital, os médicos trabalharão primeiramente para estabilizá-lo de maneira a poder realizar tratamento. Este processo pode incluir:

·         Colocação de uma linha intravenosa (LI) na veia no braço de maneira a que possa receber fluidos

·         Colocação de tubo nasogástrico (TN) através do nariz até ao estômago para retirar ar e fluidos e aliviar o inchaço abdominal

·         Colocação de um tubo fino e flexível (cateter) na bexiga para drenar a urina e recolhê-la para realização de testes

Tratamento da obstrução mecânica parcial
Caso sofra de obstrução mecânica parcial, ainda que exista passagem de alguns alimentos e líquidos (obstrução parcial), pode não necessitar de tratamento adicional após estar estabilizado. O seu médico pode recomendar uma dieta especial com poucas fibras mais fácil para o seu intestino parcialmente bloqueado processar. Se a obstrução não desaparecer na totalidade, pode necessitar de cirurgia para aliviar a obstrução.

Tratamento da obstrução mecânica completa
Se não existir qualquer passagem através do seu intestino, necessitará de cirurgia para aliviar o bloqueio. O procedimento dependerá da causa da obstrução e da parte do intestino afetada. Geralmente, a cirurgia envolve remover a obstrução, assim como qualquer secção do seu intestino que tenha morrido ou esteja danificada.

Em alternativa, o seu médico pode recomendar o tratamento da obstrução com um stent metálico expansível. O tubo de rede de metal é introduzido no cólon através de um endoscópio que passa através da boca ou cólon. Este tubo força a abertura do cólon de forma a que a obstrução possa ser removida. Os stents são geralmente utilizados para tratar pessoas com cancro no cólon ou para proporcionar um alívio temporário a pessoas em risco de cirurgia de emergência. Pode necessitar de cirurgia mesmo após estar estável.

Tratamento do íleo paralítico
Se o médico determinar que os seus sinais e sintomas são provocados por íleo paralítico, pode monitorizar o seu estado durante um ou dois dias no hospital. O íleo paralítico é geralmente um estado temporário que melhora por si próprio.

Se o íleo paralítico não melhorar dentro de alguns dias, o seu médico pode prescrever medicação que provoca contrações musculares e que poderão ajudar a deslocação da comida e dos líquidos através dos seus intestinos. Se o íleo paralítico for provocado por uma doença ou medicação, o médico tratará a doença subjacente e parará a medicação.



Envie-nos o seu contacto, para podermos ajudar

Indique-nos  todas as informações possíveis para prestarmos o melhor atendimento, o mais personalizável possível.






×
Comunicado

 

No âmbito do Plano de Prevenção e Controlo de Infeção por COVID-19, o Grupo Sanfil Medicina encontra-se a ajustar as atividades de saúde nas suas unidades.

 

Este plano tem como objetivos diminuir o risco de exposição de utentes e profissionais e define um conjunto de orientações de modo a que tal possa acontecer.

 

A COVID-19 é uma doença em fase de pandemia que urge combater com todos os recursos disponíveis, pelo que contamos com a colaboração de todos os utentes e profissionais.

 

Ler Comunicado
×