Unidades

Casa de Saúde de Santa Filomena

 Coimbra

 +351 239 851 650

Laboratório D. Diniz

 Coimbra

 +351 239 835 936

Centro de Diagnóstico e Tratamento Integrado

 Coimbra

  +351 239 701 627

Diaton

 Coimbra

 +351 239 851 650

Clínica Radiológica Peito Cruz

 Coimbra

 +351 239 828 626

Centro de Radiologia da Figueira da Foz

 Figueira da Foz

 +351 233 422 593

Imalis

 Leiria

 +351 244 831 921

Centro Hospitalar de S. Francisco

 Leiria

 +351 244 819 300

Clínica da Lousã

 Lousã

 +351 239 073 910/1

Imagran

 Marinha Grande

 +351 244 569 084

Nefrovales

 São Martinho

 +351 239 813 318

Melanoma do olho

01 Out Melanoma do olho

Definição


O melanoma do olho é um tipo de cancro que se desenvolve nas células que produzem a melanina, o pigmento que dá cor à pele. Os seus olhos também têm células produtoras de melanina e podem desenvolver melanoma. Este melanoma também é designado por melanoma ocular.
A maior parte dos melanomas do olho formam-se na parte do olho que não consegue ver quando se olha ao espelho. Por essa razão é difícil detectar o melanoma do olho. Além disso, o melanoma do olho normalmente não provoca sinais nem sintomas precoces.
Existe tratamento para os melanomas do olho. Os tratamentos de alguns melanomas do olho pequenos podem não interferir com a sua visão. No entanto, o tratamento de melanomas do olho grandes provoca normalmente alguma perda de visão.


Sintomas


O melanoma do olho poderá não provocar sinais e sintomas. Quando estes ocorrem, os sinais e sintomas do melanoma do olho podem incluir:

  • aparecimento de uma mancha escura na íris
  • sensação de relâmpagos de luz
  • uma alteração na forma do círculo escuro (pupila) no centro do seu olho
  • visão limitada ou desfocada num olho
  • perda de visão periférica
  • sensação de flashes e partículas de pó na sua visão (flutuadores)

Quando consultar um médico
Marque uma consulta no seu médico se tiver quaisquer sinais ou sintomas que o preocupam. Mudanças repentinas na sua visão são sinal de uma emergência pelo que nestas situações deve procurar imediatamente assistência médica.


Causas


Não se sabe ao certo o que provoca o melanoma do olho, também designado por melanoma ocular. Os médicos sabem que o melanoma do olho ocorre quando se desenvolvem erros no ADN das células do olho saudável. Os erros no ADN fazem com que as células cresçam e multipliquem-se de forma descontrolada fazendo com que as células mutantes continuem a proliferar quando normalmente morreriam.   As células mutantes acumulam-se no olho e formam um melanoma do olho.

Onde surge o melanoma do olho 
O melanoma do olho desenvolve-se com mais frequência nas células da úvea, a camada vascular do seu olho ensanduichada entre a retina, a camada fina de tecido que recobre a parede posterior interna do seu globo ocular, e a parte branca do seu olho (esclera). O melanoma do olho pode ocorrer na parte anterior da úvea (íris e corpo ciliar) ou na parte posterior da úvea (camada coróide).

O melanoma do olho também pode ocorrer na camada mais externa na parte anterior do olho (conjuntiva), na órbita que rodeia o globo ocular e na pálpebra, embora estes tipos de melanoma do olho sejam muito raros.


Diagnóstico


  • Para diagnosticar melanoma do olho, o seu médico pode recomendar:
    • exame oftalmológico. O seu médico examinará a parte externa do seu olho, à procura de vasos sanguíneos volumosos que podem indicar a presença de um tumor no seu olho. Depois, com a ajuda de instrumentos, o seu médico examinará o seu olho internamente. Um método, designado por oftalmoscopia, usa lentes e uma luz brilhante colocada na testa do seu médico — mais ou menos uma espécie de lâmpada de mineiro. Outro método, designado por biomicroscopia com lâmpada de fenda, usa um microscópio que produz um feixe de luz intenso para iluminar o interior do seu olho.
    • Ultra-som ocular. Um ultra-som ocular funciona com ondas sonoras de alta frequência de um aparelho portátil, parecido com uma varinha designado por transdutor para produzir imagens do seu olho. O transdutor é colocado sobre a sua pálpebra fechada ou na superfície anterior do olho.
    • Exame radiográfico dos vasos sanguíneos no tumor e à volta do tumor (angiografia). Durante um angiograma do seu olho, é injectado um contraste radiopaco numa veia no seu braço.  O contraste percorre os vasos sanguíneos no seu olho. Uma câmara com filtros especiais para detectar o contraste radiopaco tira fotos com flash de poucos em poucos segundos durante vários minutos.
    • Colher uma amostra do tecido suspeito para realização de exames. Em alguns casos, o seu médico pode recomendar um procedimento para colher uma amostra de tecido (biópsia) do seu olho. Para colher a amostra, é introduzida uma agulha fina no seu olho que é utilizada para extrair tecidos suspeitos. O tecido é submetido a exames num laboratório para se determinar se contém células de melanoma do olho. Normalmente não é necessário fazer uma biópsia ocular para diagnosticar melanoma do olho.

    Determinar se o cancro se alastrou 
    O seu médico também pode recomendar exames e procedimentos complementares para determinar se o melanoma se alastrou (metastizado) para outras partes do seu corpo. Entre os exames podem incluir-se:

    • exames ao sangue para medir a função hepática
    • radiografia ao tórax
    • tomografia computadorizada (TC)
    • imagiologia de ressonância magnética (IRM)
    • ultra-sonografia abdominal

Tratamento


As opções de tratamento do melanoma do olho dependerão da localização e tamanho do melanoma do olho, assim como do seu estado de saúde geral e das suas preferências.

Aguardar para tratar melanomas do olho pequenos
Um melanoma do olho pequeno pode não exigir tratamento imediato. Se o melanoma é pequeno e não está a crescer, pode, juntamente com o seu médico optar por esperar e vigiar sinais de crescimento.  Se o melanoma crescer ou provocar complicações, pode, nessa altura, optar por se submeter a um tratamento.

Cirurgia
As cirurgias para tratar o melanoma do olho incluem procedimentos para remover parte do olho ou um procedimento para remover o olho inteiro. As opções podem, incluir:

  • cirurgia para remover o melanoma e uma pequena área de tecido saudável. A cirurgia para remover o melanoma e uma parte de tecido saudável que o rodeia pode ser uma opção para o tratamento de melanomas pequenos. O procedimento a adoptar no seu caso depende do tamanho e da localização do seu melanoma do olho. Por exemplo, a cirurgia para remover um pequeno melanoma que afecta a íris é designada por iridectomia. A cirurgia para remover um melanoma da coróide é designada por coroidectomia.
  • Cirurgia para remover o olho inteiro (enucleação). A enucleação é usada frequentemente para grandes tumores no olho. Pode também ser utilizada se o tumor estiver a provocar dores no olho. Depois do olho com melanoma ser removido, é colocado um implante na mesma posição, e os músculos que controlam o movimento do olho são ligados ao implante, permitindo o implante mover-se. Depois de ter tido algum tempo para curar, é feito um olho artificial (prótese). A superfície anterior do seu novo olho será pintada de forma a combinar com o seu olho existente.

Radioterapia 
A radioterapia usa feixes de energia de alta potência, como protões ou raios gama, para matar as células cancerígenas. A radioterapia é normalmente utilizada para melanomas de olhos pequenos e médios.

A radiação é normalmente aplicada no tumor, através da colocação de uma placa radioativa no seu olho, directamente sobre o tumor num procedimento designado por braquiterapia. A placa é mantida na posição com pontos temporários. A placa é parecida com uma tampa de garrafa e contém várias sementes radioactivas. A placa permanece na mesma posição durante quatro a cinco dias antes de ser removida.

A radiação também pode vir de uma máquina que direcciona radiação, como protões, para o seu olho (radiação de feixe externo ou teleterapia). Este tipo de radioterapia é frequentemente administrado durante vários dias.

Tratamento com laser 
O tratamento que usa um laser para matar as células de melanoma pode ser uma opção em determinadas situações.  Um tipo de tratamento a laser, designado por termoterapia, usa um laser infravermelho e é por vezes utilizado em combinação com a radioterapia.

Tratamento com a utilização do frio 
Frio extremo (crioterapia) pode ser usado para destruir células de melanoma em alguns melanomas do olho pequenos, mas este tratamento não é muito comum.



Envie-nos o seu contacto, para podermos ajudar

Indique-nos  todas as informações possíveis para prestarmos o melhor atendimento, o mais personalizável possível.






×
Comunicado

 

No âmbito do Plano de Prevenção e Controlo de Infeção por COVID-19, o Grupo Sanfil Medicina encontra-se a ajustar as atividades de saúde nas suas unidades.

 

Este plano tem como objetivos diminuir o risco de exposição de utentes e profissionais e define um conjunto de orientações de modo a que tal possa acontecer.

 

A COVID-19 é uma doença em fase de pandemia que urge combater com todos os recursos disponíveis, pelo que contamos com a colaboração de todos os utentes e profissionais.

 

Ler Comunicado
×