Cotovelo de tenista

01 Out Cotovelo de tenista

Definição


O cotovelo de tenista é uma condição dolorosa que ocorre quando os tendões do cotovelo são sobrecarregados, normalmente, por causa de movimentos repetitivos do punho e do braço. O cotovelo de tenista pode resultar da utilização de uma má técnica na execução de uma backhand no ténis. Contudo, muitos trabalhos também envolvem a execução de movimentos repetitivos do punho e do braço, os quais podem provocar cotovelo de tenista.

A dor do cotovelo de tenista ocorre principalmente no local onde os tendões dos músculos do antebraço se unem à proeminência óssea do lado exterior do cotovelo. A dor também se pode espalhar para o antebraço e para o pulso.

O repouso e a toma de analgésicos sem receita médica ajudam, frequentemente, a aliviar a dor provocada pelo cotovelo de tenista. Se os tratamentos conservadores não ajudarem ou se os sintomas forem incapacitantes, o médico pode sugerir que faça uma cirurgia.


Sintomas


A dor associada ao cotovelo de tenista pode irradiar do lado exterior do cotovelo para o antebraço e para o pulso. A dor e a fraqueza podem impossibilitar que:

  • Dê um aperto de mão;
  • Rode uma maçaneta;
  • Segure uma chávena de café.

Quando é que deve consultar um médico
Fale com o seu médico se os tratamentos conservadores, como o repouso, gelo e a utilização de analgésicos sem receita médica não aliviar a dor e a sensibilidade do cotovelo.


Causas


O cotovelo de tenista (epicondilite lateral) é uma lesão provocada por sobrecarga e tensão muscular. A causa é a repetida contracção dos músculos do antebraço que são utilizados para esticar e levantar a mão e o pulso. Os movimentos repetitivos e a tensão feita no tecido podem provocar uma inflamação ou uma série de pequenas rupturas nos tendões que unem os músculos do antebraço à proeminência óssea do lado exterior do cotovelo (epicôndilo lateral).

Como o nome sugere, jogar ténis — especialmente fazendo muitas vezes uma backhand utilizando uma má técnica — é uma das causas prováveis do cotovelo de tenista. No entanto, muitos outros movimentos usuais do braço podem provocar o cotovelo de tenista, incluindo:

  • Utilizar ferramentas de canalização;
  • Pintar;
  • Utilizar aparafusadoras;
  • Cortar ingredientes culinários, principalmente, carne;
  • Usar excessivamente o rato do computador.

Diagnóstico


  • Em muitos casos, o historial clínico do paciente e a realização de um exame físico fornecem suficiente informação para que o médico possa diagnosticar o cotovelo de tenista. Mas se o médico suspeitar que podem existir outras condições médicas que estejam a provocar os sintomas descritos, este pode sugerir que faça:
    • Raios X. Um raio X pode ajudar o seu médico a descartar outras causas possíveis da dor no cotovelo, tais como, fracturas ou artrite.
    • Ressonância magnética (RM). Os problemas no pescoço podem, por vezes, provocar sintomas semelhantes aos do cotovelo de tenista. As máquinas de ressonância magnética utilizam ondas de radiofrequência e um forte campo magnético para produzir imagens detalhadas dos ossos e dos tecidos moles.
    • Electromiografia (EMG). Este tipo de exame pode verificar se os sintomas indicados estão ligados a um nervo comprimido. Durante uma EMG, são inseridas agulhas finas no músculo para avaliar as modificações eléctricas que ocorrem quando o músculo se move.

Tratamento


O cotovelo de tenista melhora, muitas vezes, por si só. Contudo, se a utilização de medicamentos sem receita médica e de outras medidas de tratamento sem a necessidade de um médico (auto-tratamento) não estão a ajudar a melhorar a condição, o seu médico pode sugerir que faça fisioterapia. Nos casos graves de cotovelo de tenista pode ser preciso fazer uma cirurgia.

Terapia

  • Aprenda a forma adequada. O seu médico pode sugerir que especialistas avaliem a sua técnica de ténis ou as tarefas de trabalho que executa repetidamente, para que estes possam determinar quais são as melhores opções para reduzir a tensão exercida no tecido lesionado. Isto pode significar a execução, no ténis, de uma backhand com as duas mãos ou que tome medidas ergonómicas no trabalho para garantir que os movimentos do seu pulso e do seu antebraço não continuam a contribuir para a existência dos seus sintomas.
  • Exercícios. O seu médico ou um fisioterapeuta pode sugerir exercícios para alongar e fortalecer gradualmente os músculos, principalmente os músculos do antebraço.
  • Braçadeiras. O seu médico também pode sugerir que use uma banda ou braçadeira no antebraço para reduzir a tensão sobre o tecido lesionado.

Cirurgia
Se os sintomas não melhorarem após, pelo menos, um ano de tratamento conservador prolongado, pode ser um candidato à realização da cirurgia, para que se remova o tecido danificado. Este tipo de procedimentos pode ser realizado através de uma incisão grande ou através de várias incisões pequenas. Os exercícios de reabilitação são cruciais para a recuperação.

No Comments

Sorry, the comment form is closed at this time.

Envie-nos o seu contacto, para podermos ajudar

Indique-nos  todas as informações possíveis para prestarmos o melhor atendimento, o mais personalizável possível.






×
Comunicado

 

No âmbito do Plano de Prevenção e Controlo de Infeção por COVID-19, o Grupo Sanfil Medicina encontra-se a ajustar as atividades de saúde nas suas unidades.

 

Este plano tem como objetivos diminuir o risco de exposição de utentes e profissionais e define um conjunto de orientações de modo a que tal possa acontecer.

 

A COVID-19 é uma doença em fase de pandemia que urge combater com todos os recursos disponíveis, pelo que contamos com a colaboração de todos os utentes e profissionais.

 

Ler Comunicado
×